Mídia

O olhar da Saúde sobre a Arte: Como a arte contribui para o bem-estar do paciente em tratamento de câncer

Como já dissemos por aqui, quanto mais arte melhor! E hoje queremos chamar sua atenção para arte como terapia e aliada no tratamento de inúmeras crianças e jovens.

De um modo geral, a arte é uma excelente forma de compreendermos sentimentos internos e “colocá-los para fora”, pois nem sempre conseguimos verbalizar o que estamos sentindo. Com as crianças isso não é diferente e costuma se intensificar ainda mais, já que muitas são bem pequenas e não sabem identificar algumas emoções. E estimular que elas se expressem por meio da pintura, do desenho, da música, teatro ou literatura é um excelente caminho para que elas se sintam bem, mais alegres e colabora para a humanização no atendimento, sem contar que estarão aprendendo e se divertindo também.

E pensando nesse cuidado e na humanização do ambiente hospitalar, convidamos a terapeuta ocupacional do Hospital de Amor Infantojuvenil, Mariana Oliveira Leite Silva, para falar sobre a Terapia Ocupacional e o olhar da saúde sobre a arte.

De acordo com a profissional Mariana, “a atuação do terapeuta ocupacional na área da saúde envolve ações relacionadas à proteção, promoção, prevenção, reabilitação e cuidados paliativos, bem como a humanização da assistência”. Além disso, quanto ao atendimento à população infantil, ela ressalta que também se torna foco da intervenção o olho para o desenvolvimento global da criança.

“Para atender nossos objetivos, utilizamos de diferentes métodos, técnicas e recursos que sejam pertinentes à cada caso e ao contexto de atendimento. No contexto hospitalar e, em especial, na oncologia pediátrica, é importante proporcionar momentos prazerosos, estimulantes e lúdicos, a fim de minimizar os impactos negativos decorrentes do adoecimento e tratamento, favorecendo a autonomia da criança, seu engajamento em atividades que lhe sejam significativas e a continuidade de seu desenvolvimento”, completa Mariana.

Desse modo, para a terapeuta ocupacional, a arte um complemento importantíssimo no tratamento dos pequenos e para a promoção do bem-estar. “O uso de atividades artísticas, manuais e expressivas se torna uma ferramenta poderosa, pois permite à criança novas experiências no ambiente hospitalar, novos aprendizados, descobrir e estimular potencialidades, transformando sua rotina durante seu tratamento”, conclui.

A arte é fundamental para que todos nós, seres humanos, possamos expressar nossos sentimentos e “fugir” da realidade, através de traços feitos à lápis, pingos de tinta, uma canção alegre ou um livro com uma história envolvente.

Doações

O Hospital de Amor (atual nome do Hospital de Câncer de Barretos) recebe pacientes de todos os estados do Brasil, oferecendo atendimento 100% gratuito. A instituição conta com profissionais altamente qualificados e realiza um importante trabalho para aumentar os índices de cura e sobrevida. Porém, nada disso seria possível sem o apoio dos diversos segmentos da sociedade, como pessoas físicas e empresas.

Parceiros

Conheça os parceiros do Instituto.